21/11 - Goiás recebe certificação internacional em Auditoria Pública e Juceg é citada como caso de sucesso

A Controladoria-Geral de Goiás recebeu uma certificação internacional em controle interno e a Junta Comercial de Goiás foi citada como exemplo de case de sucesso. O Estado de Goiás, por meio da CGE, agora possui Nível 2 do Modelo de Capacidade de Controle Interno (IA-CM), concedido pelo Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci) e pelo Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), parte do Banco Mundial. 

O Reconhecimento é fruto de um trabalho árduo de adequação da CGE a padrões globais de princípios, práticas e processos em auditoria interna. Para o controlador Geral do Estado,  Henrique Ziller, o feito “acrescenta uma compilação das melhores práticas dos órgãos de controle interno”. A solenidade de reconhecimento pela certificação aconteceu no auditório do Tribunal de Justiça, dentro do Seminário ‘Auditoria Interna & IA-CM: Fortalecimento da Gestão Pública’, e contou com a presença do Governador Ronaldo Caiado, do Presidente da Juceg, Euclides Barbo Siqueira e de diversas outras autoridades.

Henrique Ziller, ainda em discurso, destacou como a parceria entre Juceg e CGE trouxe resultados importantes pra Junta Comercial de Goiás, que saiu do último lugar no ranking nacional de tempo de abertura de empresas, em 2019, para o primeiro lugar no país, em 2020. Isso era uma demanda do Governador para a Junta. “Nosso governador sempre nos cobra resultado. Ele não só apoia, como está à frente, nos conduzindo”, completou.

Em 2020, Goiás alcançou o topo no ranking nacional de abertura de empresas com a marca de 25 horas no processo de análise na hora de obter um CNPJ. Em 2021, manteve o pódio e, em 2022, baixou o próprio recorde para 16 horas.

O Governador Ronaldo Caiado lembrou do Programa de Compliance Público, que teve grande contribuição para a certificação. “Ações como esta estão ligadas àquilo que é fundamental para termos um Estado que seja ainda mais respeitoso com seus 7,3 milhões de goianos”, sublinhou.

BIRD
O Gerente do Banco Mundial para a América Latina e Caribe, Joseph Kizito, que esteve pessoalmente no evento, destacou a importância desta certificação para otimizar e sistematizar as atividades de auditoria dentro das atividades do Governo estadual. “É um passo muito significativo. Nossos objetivos são reduzir a pobreza e promover a prosperidade e o trabalho dos agentes de controle interno estão bem alinhados com esses objetivos”, afirmou.

O IA-CM é uma ferramenta que identifica os fundamentos necessários para uma função de auditoria interna efetiva no setor público. É um modelo universal com comparabilidade referente a princípios, práticas e processos e que possa ser aplicado globalmente.